Aneel propõe índices de revisão tarifária de distribuidoras da Energisa em SP

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016 11:55 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) apresentou nesta terça-feira, em reunião de diretoria, propostas para as revisões tarifárias periódicas de quatro distribuidoras de energia do grupo Energisa que atendem áreas no interior de São Paulo.

As propostas, cujos efeitos para o consumidor variam de alta de 0,4 por cento a 4,8 por cento, serão submetidas a audiência pública e os reajustes definitivos entrarão em vigor no dia 10 de maio.

A Aneel propôs aumento médio de 1,08 por cento para as tarifas da Caiuá Distribuição e de 0,42 por cento para outra concessionária paulista da Energisa, a Bragantina.

No caso da Companhia Nacional de Energia Elétrica (CNEE), a agência propôs reajuste médio de 1,06 por cento.

O maior reajuste foi proposto para a Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema, de 4,83 por cento.

As distribuidoras paulistas da Energisa pertenciam ao Grupo Rede, cuja aquisição pela holding foi concluída em meados de 2014.

(Por Leonardo Goy)