Weg tem alta de 46% no lucro líquido do 4º tri apoiada em mercado externo

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016 09:09 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Weg teve ala de 46 por cento no lucro líquido do quarto trimestre, apoiado em uma expansão de 25 por cento na receita que por sua vez foi guiada por expansão no mercado externo.

A fabricante de motores e componentes elétricos e tintas industriais teve lucro líquido de cerca de 384 milhões de reais entre outubro e dezembro, resultado quase 45 por cento maior que o obtido no terceiro trimestre.

Enquanto a receita líquida no mercado externo teve expansão de 53 por cento na comparação com o quarto trimestre de 2014, para 1,674 bilhão de reais, o faturamento no mercado interno recuou 2,4 por cento, refletindo a recessão vivida no Brasil. Excluindo aquisições, a receita do mercado externo subiu 48,5 por cento.

Em dólares, o faturamento externo da Weg foi de 435,6 milhões, alta de 1,5 por cento sobre um ano antes. A empresa pratica preços locais nos mercados onde atua e informou que nestas moedas o crescimento da receita no quarto trimestre foi de 9,6 por cento.

"No Brasil o desempenho econômico foi novamente fraco. Houve rápida deterioração da situação fiscal, da inflação e enfraquecimento da taxa de câmbio, resultando em forte recessão (...) O desempenho do setor industrial foi ainda pior com a produção industrial brasileira encerrando o ano com queda de 8,3 por cento", afirmou a Weg no balanço.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) somou 382 milhões de reais no mesmo período, praticamente estável sobre os três últimos meses de 2014, com oscilação negativa de 0,3 por cento. A margem recuou de 17,6 por cento para 14 por cento no quarto trimestre do ano passado.

A companhia investiu 468 milhões de reais em 2015, com a maior parte disso, 57 por cento, dedicada ao exterior. No quarto trimestre, a Weg iniciou novas unidades produtivas de motores elétricos no México e na China. Para 2016, a expectativa é de manutenção do nível dos investimentos, a 470 milhões de reais.

A empresa encerrou 2015 com caixa disponibilidades de 4,8 bilhões de reais e financiamentos de 5,2 bilhões, resultando em uma dívida líquida de 357 milhões de reais.

(Por Alberto Alerigi Jr.)