FMI pede que G20 prepare programa de estímulo econômico global

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016 17:25 BRT
 

Por Jason Lange

WASHINGTON (Reuters) - O G20, grupo que reúne as principais economias do mundo, precisa preparar um programa coordenado de estímulo para evitar que a desaceleração da economia vire estagnação, disse a equipe do Fundo Monetário Internacional (FMI) nesta quarta-feira.

O documento foi preparado para as autoridades do G20 que se reúnem em Xangai esta semana, em meio à queda do petróleo, volatilidade cambial e sinais de fraqueza econômica global.

"O G20 precisa planejar agora um apoio coordenado de demanda usando margem fiscal disponível para impulsionar o investimento", disse a equipe do FMI no relatório.

A reunião de Xangai já está sendo comparada ao encontro do G20 em abril de 2009, quando autoridades concordaram com um estímulo coordenado para evitar uma depressão mundial durante a crise financeira global.

A equipe do FMI disse que o crescimento econômico global está desacelerando e que as condições financeiras estão se restringindo para economias emergentes, onde exportadores de commodities têm sido fortemente atingidos por uma desaceleração na China.

"Esses desdobramentos indicam riscos maiores de uma recuperação descarrilada", segundo o documento.

Os governos podem precisar criar novos mecanismos de financiamento para ajudar alguns mercados emergentes e países exportadores de commodities altamente vulneráveis a reviravoltas nos fluxos de capital, disse a equipe do Fundo.