Gastos das famílias ajudam a sustentar crescimento da Grã-Bretanha no 4º tri de 2015

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016 08:26 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A resiliência dos gastos das famílias ajudou a sustentar o crescimento econômico da Grã-Bretanha no final do ano passado, mesmo com a queda dos investimentos empresariais, de acordo com dados oficiais divulgados nesta quinta-feira.

A Agência Nacional de Estatísticas informou que o Produto Interno Bruto (PIB) avançou 0,5 por cento no quarto trimestre, inalterado em relação à estimativa inicial, como esperado pela maioria dos economistas em pesquisa da Reuters.

Os investimentos empresariais caíram no ritmo mais forte em quase dois anos, afetados por descartes no setor de equipamentos de transporte.

O crescimento dos gastos das famílias desacelerou apenas ligeiramente para 0,7 por cento no quarto trimestre, o menor aumento de 2015, mas em termos anuais ainda ficou 3,1 por cento maior, igualando a máxima de oito anos do terceiro trimestre.

A economia britânica cresceu 2,2 por cento em 2015, e o banco central do país espera manter esse mesmo ritmo este ano, apesar de o presidente do banco, Mark Carney, e outras autoridades manifestarem ainda mais cautela com a economia global.

(Reportagem por Andy Bruce e William Schomberg)