Governo do Paraná reduz previsão de safra de soja do Estado para 17,6 mi t

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016 15:07 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Paraná, segundo produtor de soja do Brasil, deverá colher uma safra de 17,6 milhões de toneladas da oleaginosa na temporada 2015/16, queda de cerca de 500 mil toneladas ante o levantamento de janeiro, previu nesta quinta-feira o Departamento de Economia Rural (Deral).

"O que deve ter acontecido (para a redução na estimativa) é que houve um período nublado em novembro e dezembro, pode ter reduzido a produção, pois a planta precisa de luminosidade", disse o agrônomo do Deral Carlos Hugo Godinho, comentando o impacto de uma menor insolação para a produtividade média.

O número do Deral ainda aponta para uma safra recorde de soja no maior produtor brasileiro após o Mato Grosso. Mas indica um volume de quase 1 milhão de toneladas abaixo da projeção da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para o Estado. O governo federal projeta uma safra histórica de mais de 100 milhões de toneladas para o país.

Ainda assim, a produção paranaense cresceria 4 por cento ante a temporada passada, segundo o Deral.

O levantamento do governo do Paraná ainda não incorpora, no entanto, eventuais problemas decorrentes de chuvas recentes no Estado, que podem também impactar a produtividade.

Até a última segunda-feira, os produtores paranaenses haviam colhido metade da safra da oleaginosa, enquanto 80 por cento das lavouras nos campos estão em boas condições, segundo o Deral.

MILHO E TRIGO

O governo do Paraná estimou a produção da primeira safra de milho do Estado em 3,5 milhões de toneladas, queda de 24 por cento ante 14/15, com uma leve revisão para baixo de cerca de 100 mil toneladas no número ante a previsão de janeiro, segundo Godinho.   Continuação...