Chuvas em março na Argentina poderiam inundar campos de soja e milho

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016 15:54 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - As chuvas geradas pelo fenômeno climático El Niño poderiam causar inundações em março em áreas produtoras de soja e milho na Argentina que já registraram altos níveis de umidade, o que provocou temores entre produtores.

Na semana passada o governo argentino declarou a existência de zonas de emergência por inundações em seis províncias, aprovando linhas de crédito extraordinárias e isenções de impostos aos agricultores afetados.

O El Niño é caracterizado pelo aquecimento das águas do oceano Pacífico Equatorial e fortes chuvas em boa parte da Argentina, no Uruguai e no sul do Brasil.

"Os níveis de umidade já são muito altos e é um problema em potencial. Não precisam de muitas chuvas para que aconteçam inundações", disse o produtor Santiago del Solar, da província de Buenos Aires, o maior distrito agrícola do país.

Segundo o meteorologista da emissora de TV Canal Rural, Leonardo De Benedictis, áreas de soja e milho no sul das províncias de Córdoba e Santa Fé receberiam entre 20 e 30 por cento a mais de chuvas que a média, de entre 150 e 200 milímetros.

"Já foram registrados casos de excesso de chuvas em ambas as regiões. Alguns campos estão inundados. O resto da região não está em estado tão ruim", disse.

(Por Hugh Bronstein)