USDA vê maior oferta de milho e trigo dos EUA em 16/17; recuo no estoque de soja

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016 11:12 BRT
 

CHICAGO (Reuters) - A oferta de milho dos Estados Unidos deve aumentar para uma máxima de 12 anos durante o ano comercial 2016/17, com o aumento na produção superando a alta na demanda, previu nesta sexta-feira o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA).

Os estoques de trigo estão projetados para subir, apesar de um plantio acentuadamente menor, devido a uma alta na produtividade, entre outros fatores. Já os estoques de soja deverão cair ligeiramente, devido a uma recuperação no esmagamento e nas exportações.

O USDA informou que espera que a safra 2016/17 de milho aumente 2 por cento, para 13,825 bilhões de bushels, com base em um rendimento médio de 168 bushels por acre. Os estoques finais do cereal foram vistos em 1,977 bilhão de bushels.

A produção de trigo foi estimada em 1,991 bilhão de bushels, com um rendimento médio de 45,9 bushels por acre. Os estoques finais de trigo foram projetados em 989 milhões de bushels, um aumento de 23 milhões ante 2015/16.

O USDA previu que a produção de soja cairia para 3,810 bilhões de bushels, ante 3,930 bilhões. Os rendimentos foram estimados em queda, para 46,7 bushels por acre, ante 48, e os estoques finais deverão recuar em 10 milhões de bushels, para 440 milhões.

Mais informações podem ser vistas em:

here

(Reportagem de Mark Weinraub)