EUA pedem que China continue transição a taxa de câmbio determinada por mercado

domingo, 28 de fevereiro de 2016 12:50 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Jack Lew, disse neste domingo que é crítico que a China continue se movendo em direção a uma taxa de câmbio mais orientada pelo mercado e comunique claramente suas ações ao mercado.

Lew fez as declarações durante reunião com o vice-premiê chinês, Wang Yang, em Pequim, após a cúpula dos ministros das Finanças do G20 em Xangai.

"Como a economia global enfrenta muitos desafios, nossas comunicações abertas e francas são mais importantes do que nunca e precisamos continuar a trabalhar juntos para o benefício de ambas nossas nações", disse Lew.

"Comemoramos os esforços da China para fazer a transição a uma economia mais orientada pelo consumo, incluindo por meio de políticas fiscais que estimulam a demanda das famílias e ações que reduzem a capacidade industrial em excesso", acrescentou.