Expansão da indústria da zona do euro atinge mínima de 1 ano em fevereiro, aponta PMI

terça-feira, 1 de março de 2016 07:52 BRT
 

Por Jonathan Cable

LONDRES (Reuters) - A atividade industrial da zona do euro expandiu no ritmo mais fraco em um ano em fevereiro, com os fortes descontos de preços falhando em colocar um piso em meio à desaceleração do crescimento das encomendas, mostrou nesta terça-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

"Estão crescendo as preocupações de que a região está enfrentando outro ano de crescimento fraco em 2016, ou mesmo outra contração. A demanda doméstica fraca está se juntando a uma piora do cenário global", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson.

O PMI de indústria do Markit para a zona do euro caiu para 51,2 ante 52,3 em janeiro. O resultado foi ligeiramente melhor do que a preliminar de 51,0 e acima da marca de 50 que separa crescimento de contração.

A desaceleração aconteceu apesar de as fábricas terem cortado os preços no ritmo mais forte desde meados de 2013 --o subíndice de preços de produção caiu para 47,6 ante 48,3.

O Banco Central Europeu quer a inflação em 12 meses perto de 2 por cento mas os preços no bloco caíram 0,2 por cento no mês passado.