Fiat Chrysler não está envolvida em negociações para fusão, diz presidente

terça-feira, 1 de março de 2016 14:43 BRT
 

Por Agnieszka Flak

GENEBRA (Reuters) - A Fiat Chrysler (FCA) não está envolvida atualmente em negociações para uma fusão e um potencial parceiro da companhia precisaria ter a mesma estratégia de várias marcas para uma união funcionar, disse o presidente-executivo do grupo de montadoras de veículos, Sergio Marchionne, nesta terça-feira.

As ações FCA subiram na semana passada após a Peugeot afirmar que estava aberta a oportunidades estratégicas na indústria automotiva, o que provocou especulações de que as duas empresas estivessem discutindo uma fusão, mas Marchionne disse que não há nenhuma negociação com a Peugeot.

Falando durante o salão do automóvel de Genebra, o executivo adicionou que desde o fracasso da proposta de união com a GM, a FCA, sétima maior montadora do mundo, decidiu continuar sozinha e está certa de que vai alcançar metas ambiciosas até 2018, mesmo sem uma parceira.

Marchionne disse mais tarde que GM, Volkswagen e até certo ponto a Renault-Nissan tinham uma estratégia como a da FCA e que era difícil imaginar como uma combinação com a Ford poderia funcionar diante da estratégia de marca unificada da montadora norte-americana.

"Quando se trata de consolidação, sempre concentramos esforços sobre empresas que têm o mesmo DNA ... você não pode se unir com alguém que não te entende", disse Marchionne.

"Volkswagen e GM são empresas que entendem essa realidade bem, elas continuam sendo referência ... e até certo ponto Renault-Nissan ... eles têm experiência de multi-marcas", disse ele. "É difícil imaginar outras alianças."