Brasil tem superávit comercial de US$3,043 bi, melhor resultado para fevereiro

terça-feira, 1 de março de 2016 15:40 BRT
 

SÃO PAULO/BRASÍLIA (Reuters) - A balança comercial brasileira registrou superávit de 3,043 bilhões de dólares no mês passado, recorde para fevereiro, em meio ao cenário de recessão econômica e dólar elevado que acaba impulsionando as vendas para fora.

As exportações somaram 13,348 bilhões de dólares no mês passado, enquanto as importações ficaram em 10,305 bilhões de dólares, informou o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior nesta terça-feira.

A expectativa em pesquisa da Reuters com economistas era de saldo positivo de 2,57 bilhões de dólares para o período.

Com isso, o resultado acumulado nos dois primeiros meses do ano é positivo em 3,965 bilhões de dólares.

Em fevereiro, segundo o Ministério, as exportações avançaram 4,6 por cento na comparação anual pela média diária. Já as importações despencaram 34,6 por cento sobre fevereiro de 2015, mais um sinal da fraca economia.

As importações de combustíveis e lubrificantes foram o destaque, com queda de 54,6 por cento no período, ainda pela média diária. Bens de capital e Bens intermediários também encolheram, em 33,3 e 32,5 por cento, respectivamente.

Do lado das exportações, os produtos Semimanufaturados mostraram alta de 14 por cento em fevereiro, sobre um ano antes, enquanto que os Manufaturados cresceram 7,9 por cento. As vendas externas de produtos Básicos, por outro lado, tiveram leve queda de 0,5 por cento no período.

Pesquisa Focus do Banco Central mostra que a expectativa de economistas é de que o Brasil tenha superávit comercial neste ano de 40 bilhões de dólares.

Os dados favoráveis da balança comercial brasileira acontecem em um ambiente de forte recessão econômica e com o dólar próximo a 4 reais. Mas tornam a economia menos dependente de financiamentos externos ao diminuir o déficit de transações correntes.

(Por Patrícia Duarte e Alonso Soto)