2 de Março de 2016 / às 14:16 / 2 anos atrás

Petrobras tem oferta de US$1,2 bi da Pampa por ativos na Argentina, diz fonte

Sede da Petrobras, no Rio de Janeiro. 28/01/2016 REUTERS/Sergio Moraes/Files

SÃO PAULO/BUENOS AIRES (Reuters) - A Petrobras está em negociações exclusivas com a Pampa Energia para a venda de sua participação majoritária na Petrobras Argentina (PER.BA), informou a empresa nesta quarta-feira, em um acordo que pode girar em torno de 1,2 bilhão de dólares, segundo uma fonte próxima da transação.

“Eu não acho que o número vai mudar. Há acordo sobre o número, o que vem agora não é a discussão sobre o número, mas as discussões contratuais, porque há muitos ativos”, disse a fonte, na condição de anonimato.

A negociação envolve fatia de 67,2 por cento da companhia brasileira na Petrobras Argentina.

A Petrobras Argentina está entre os quatro maiores produtores de petróleo e gás no país vizinho e tem amplas operações de distribuição, incluindo refino, petroquímica e geração de energia.

A empresa brasileira disse no início deste ano que planejava vender sua participação na Petrobras Argentina, à medida que tenta reduzir a dívida e levantar recursos para manter os investimentos fundamentais no Brasil.

A Petrobras prevê levantar mais de 14 bilhões de dólares com a venda de ativos neste ano.

A Pampa Energia é a maior empresa integrada de energia na Argentina e produz cerca de 8 por cento de toda a eletricidade do país, de acordo com informações em seu site.

“Esse é um avanço muito importante. Agora vem um período de negociações. Os ativos são muito importantes para o crescimento da companhia em muitas frentes, como o de gás não convencional”, disse um porta-voz da Pampa Energia à Reuters.

A empresa informou nesta quarta-feira à bolsa argentina que está em negociações com a Petrobras e sua filial local.

A Pampa controla a Transener, que opera a maior linha de transmissão de energia de alta tensão da Argentina, e também tem uma participação na Edenor, a maior empresa distribuidora de energia no país.

A negociação, que poderia durar até 60 dias, ainda está sujeita a aprovação de termos e condições finais pela diretoria executiva e pelo Conselho de Administração da Petrobras.

Às 13h48, as ações preferenciais operavam em alta de 2,82 por cento, enquanto o Ibovespa subia 1,2 por cento no mesmo horário.

OUTRAS NEGOCIAÇÕES

Em comunicado separado, a Petrobras informou o início do processo de cessão dos direitos e a venda de ativos de concessões de um conjunto de campos terrestres no Brasil, como parte de seu plano de desinvestimentos.

A iniciativa será realizada através de processo competitivo, disse a empresa, sem dar detalhes sobre os ativos envolvidos. Em geral, campos terrestres no Brasil têm menor produtividade que no mar.

Por Priscila Jordão e Marcelo Teixeira em São Paulo e Nicolás Misculin e Jorge Otaola em Buenos Aires

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below