Monsanto vê dificuldades com câmbio e preços das commodities em 2016

quarta-feira, 2 de março de 2016 17:52 BRT
 

CHICAGO (Reuters) - A Monsanto espera enfrentar dificuldades com os preços fracos das commodities e flutuações de câmbio em 2016, disseram executivos nesta quarta-feira, com a empresa de sementes e agroquímicos reduzindo a diretriz de ganhos em meio a uma queda do setor agrícola da economia.

As ações da Monsanto caíram quase 30 por cento em relação ao ano passado, com uma queda nos preços dos grãos que reduziu a renda dos produtores e diminuiu gastos em insumos como sementes e defensivos agrícolas.

"Está claro que 2016 é um ano difícil para o setor e para a empresa", disse o diretor de tecnologia da Monsanto, Robb Fraley, em entrevista à Reuters.

A empresa sediada em St.Louis está esperando por uma recuperação no crescimento no ano que vem, com um amplo lançamento de duas importantes sementes, Intacta e Xtend, na América do Norte e América do Sul e por expectativas de mercados de câmbio mais estáveis, ele disse.

A Monsanto anteriormente reduziu seu guidance para lucros e cortou sua estimativa de fluxo de caixa para 2016, em um raro movimento em meio a um trimestre, citando preços de safras, perdas com câmbio e pressão de preços baixos para o principal ingrediente de seu herbicida Roundup.

A empresa, que reduziu sua força de trabalho em cerca de 16 por cento desde o fim de 2015, não espera mais demissões neste momento, disse o presidente-executivo Hugh Grant à Reuters.

(Por Karl Plume)