Expansão da atividade de serviços da China desacelera em fevereiro, mostra PMI do Caixin

quinta-feira, 3 de março de 2016 07:10 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - O crescimento da atividade de serviços da China desacelerou em fevereiro, mostrou nesta quinta-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês), somando-se aos riscos para as autoridades em Pequim que contam com o crescimento no setor para compensar uma planejada reformada nas empresas estatais.

O PMI de serviços do Caixin/Markit caiu para 51,2 em fevereiro ante a máxima de seis meses de 52,4 em janeiro. A marca de 50 separa crescimento de contração.

Embora a leitura de fevereiro ainda indique expansão pelo 19º mês seguido, comunicado do Caixin destacou que o crescimento foi apenas modesto e muito mais fraco do que a média de longo prazo.

Os resultados da pesquisa sugerem que uma desaceleração prolongada na segunda maior economia do mundo e que a fraqueza na indústria começa a pesar sobre o setor de serviços, que tem sido um dos poucos pontos favoráveis na economia.

O PMI Composto do Caixin, que cobre tanto indústria quanto serviços, caiu abaixo da marca de 50 em fevereiro, sugerindo que a fraqueza do setor industrial está superando a contribuição dos serviços.