Medicamento contra Zika da BioCryst mostra resultado promissor em ratos

segunda-feira, 7 de março de 2016 12:51 BRT
 

(Reuters) - A BioCryst Pharmaceuticals Inc informou nesta segunda-feira que uma dose de seu medicamento antiviral experimental aumentou os índices de sobrevivência de ratos infectados com Zika vírus em um estudo pré-clínico.

Duas doses do medicamento, BCX443, foram testadas contra um placebo e um antiviral oral chamado ribavirin para os efeitos de sobrevivência de ratos com deficiências imunológicas infectados com Zika.

Sete dos oito ratos que receberam a dose "padrão" sobreviveram, mas nenhum dos outros ratos que receberam uma dose baixa, o placebo ou ribavirin sobreviveram após 28 dias.

O estudo foi realizado na Utah State University sob um programa regido pelo Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (Niaid), que é parte dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos.

O Zika vírus, transmitido por mosquito, possui ligação com má formação cerebral em milhares de recém-nascidos no Brasil. Não há vacina ou tratamento para o vírus.

(Reportagem de Rosmi Shaji)

 
Mosquito Aedes Aegypti, transmissor do Zika vírus, visto em laboratório .   02/02/2016   REUTERS/Jaime Saldarriaga