BC da Grã-Bretanha alerta sobre riscos de saída da União Europeia

terça-feira, 8 de março de 2016 10:47 BRT
 

Por David Milliken e Huw Jones

LONDRES (Reuters) - O presidente do banco central britânico, Mark Carney, afirmou nesta terça-feira que um voto da Grã-Bretanha a favor de sair da União Europeia pode afetar a economia de 2,9 trilhões de dólares e levar alguns bancos a abandonar o centro financeiro global de Londres.

Em sua mais forte intervenção no debate até o momento, Carney disse não estar fazendo nenhuma recomendação sobre como votar no referendo de 23 de junho sobre se permanece no bloco.

Questionado sobre as implicações da saída da UE ao grande setor bancário britânico, ele disse que algumas das instituições financeiras mais importantes podem tirar seus negócios da Grã-Bretanha se o país não garantir o tipo de acesso que atualmente tem à UE. Esse tipo de negociação pode levar "muito tempo", disse Carney.

"É de se esperar que alguma atividade se mude", disse Carney a parlamentares. "Eu diria que várias instituições estão traçando planos de contingência para esta possibilidade."