Caixa tem prejuízo recorrente no 4º tri e anuncia medidas para aquecer setor imobiliário

terça-feira, 8 de março de 2016 16:17 BRT
 

Por Cesar Bianconi

SÃO PAULO (Reuters) - A Caixa Econômica Federal anunciou nesta terça-feira prejuízo recorrente de 303 milhões de reais no quarto trimestre, diante do aumento das despesas com captação e das provisões contra calotes.

Ainda assim, o banco estatal, principal concessor de financiamento imobiliário no país, divulgou medidas para estimular o setor de habitação, na tentativa de reanimar essa indústria em meio à recessão econômica.

No acumulado de 2015, a Caixa teve lucro recorrente, que exclui itens não operacionais, de 1,156 bilhão de reais, queda de 82,6 por cento contra o ano anterior, sob influência dos mesmos fatores que pesaram sobre o desempenho de outubro a dezembro.

As provisões para crédito de liquidação duvidosa totalizaram 3,951 bilhões de reais no quarto trimestre e 19,657 bilhões de reais nos 12 meses de 2015, altas de 14,6 e de 49,4 por cento, respectivamente, contra um ano antes.

O vice-presidente de Finanças da Caixa, Márcio Percival, disse a jornalistas que não espera um salto nas provisões neste ano, afirmando que o banco já tem adotado postura prudencial.

No ano passado, a Caixa vendeu cerca de 13 bilhões de reais que estavam em sua carteira de crédito, dentro dos trabalhos para melhorar a qualidade dos ativos.

Diante do agravamento da crise econômica e do avanço do desemprego no Brasil, o banco vem chamando clientes para que renegociem os termos de seus empréstimos, de modo a evitar inadimplência futura.

No quarto trimestre, o índice de inadimplência da Caixa para operações vencidas há mais de 90 dias foi de 3,55 por cento, quase 1 ponto percentual acima do trimestre final de 2014 e alta de 0,29 ponto percentual ante julho a setembro de 2015.   Continuação...

 
Logo da Caixa Econômica Federal em agência do banco no centro do Rio de Janeiro. 20/08/2014 REUTERS/Pilar Olivares