Parceria entre Vale e Fortescue é positiva para mercado chinês, diz Hunan Valin

quarta-feira, 9 de março de 2016 08:12 BRT
 

Por David Stanway

PEQUIM (Reuters) - O grupo chinês Hunan Valin Iron and Steel disse nesta quarta-feira que apóia a proposta de associação entre a brasileira Vale e o grupo australiano Fortescue Metals, do qual é acionista.

"Disse a eles que como acionistas nós apoiamos, e que como clientes estaríamos dispostos a comprar os produtos deles", disse o presidente do Conselho de Administração da companhia, Cao Huiquan, acrescentando que a Fortescue contatou a Valin antes do anúncio.

A maior e a quarta maior mineradoras de minério de ferro do mundo estão em conversas que podem levar a Vale a assumir uma fatia minoritária na Fortescue. As empresas também podem misturar parte de seu minério para produzir material favorecido na China.

Cao disse que a Valin, que tem fatia de 14 por cento na mineradora australiana, tem sugerido à Fortescue que ela deveria desenvolver recursos minerais de maior qualidade, o que também permitiria elevar sua participação de mercado na China.

"Pessoalmente, sinto que é uma coisa boa para a China. (A Vale) pode se tornar uma acionista relativamente grande na Fortescue, mas não é certo que eles superarão nossa fatia pois eles certamente não vão emitir mais ações", disse em entrevista.

"Não podemos prever como os especialistas verão esse assunto. O Ministério do Comércio tem uma equipe de especialistas que fará uma avaliação independente", acrescentou.

(Reportagem adicional de Kathy Chen)

 
Sede da Vale, no centro do Rio de Janeiro.    28/08/2014     REUTERS/Pilar Olivares/Files