Latam Airlines vê demanda fraca no Brasil, mostra otimismo sobre Argentina

quarta-feira, 9 de março de 2016 16:16 BRT
 

SANTIAGO (Reuters) - A Latam Airlines, maior grupo de companhias aéreas da América Latina, afirmou nesta quarta-feira que não estima uma recuperação da demanda no Brasil no curto prazo, mas que as vendas de passagens estão ainda fortes em outras partes da região.

Apesar da situação no Brasil, executivos da companhia demonstraram otimismo sobre o mercado argentino, após a divulgação dos resultados da empresa no final da terça-feira.

A Latam teve prejuízo líquido pelo terceiro ano consecutivo, mas manteve estimativa de margens com base em programa de cortes de custos.

"Estamos muito conservadores sobre como vemos o cenário macroeconômico no Brasil; acreditamos que é importante ficarmos focados em termos capacidade muito disciplinada neste mercado, dadas às atuais condições", disse a diretora de relações com investidores, Gisela Escobar.

A Latam afirmou que vai reduzir o investimento em frota em 2,9 bilhões de dólares até 2018 e cortar mais capacidade em 2016. Isso ocorrerá principalmente por conta de redução de voos entre Brasil e América do Norte, especialmente para Miami, disse a empresa nesta quarta-feira.

Os cortes de capacidade vão ajudar a impulsionar os yields, um indicador de preços de passagens, dado que a "não vemos muitas mudanças do lado da demanda" no Brasil, disse a presidente-executiva da TAM, Claudia Sender.

(Por Rosalba O'Brien)