Bovespa recua 0,9% com bancos e Vale em nova sessão de giro elevado; cena política segue em foco

quarta-feira, 9 de março de 2016 18:51 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou em queda nesta quarta-feira, pressionado pelo recuo das ações da Vale e de bancos privados, enquanto agentes financeiros seguiram atentos à crise política.

O Ibovespa caiu 0,89 por cento, a 48.665 pontos. Na máxima do dia, o índice subiu 1,83 por cento e tocou 50 mil pontos.

O volume financeiro alcançou 9,9 bilhões de reais, novamente acima da média do ano, de 6,4 bilhões de reais.

De acordo com profissionais da área de renda variável, o foco segue em eventuais novas delações e desdobramentos da operação Lava Jato, com possíveis implicações que levem a mudanças no comando do país.

Há também apreensão com o jogo político e o agravamento da paralisia no Congresso Nacional, após reportagens afirmarem que o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) citou o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o candidato derrotado na eleição presidencial de 2014 Aécio Neves (PSDB-MG), entre outros senadores, em seu acordo de delação premiada no âmbito da operação Lava Jato.

"A expectativa ainda fica no julgamento de recursos sobre decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o rito do impeachment", disse o chefe da mesa de renda variável da corretora de um banco em São Paulo.

O risco, avalia o profissional, é de que o STF não altere decisão anterior, de permitir que o Senado rejeite decisão da Câmara dos Deputados de abrir processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, frustrando expectativas de mudança na cena política.

No exterior, os principais índices acionários dos Estados Unidos subiram amparados em ações de energia, com a alta dos preços do petróleo devido às esperanças de um acordo entre os principais produtores para congelar a produção.   Continuação...