Barbosa diz que maior desafio é o fiscal e economia voltará a crescer no fim do ano

quinta-feira, 10 de março de 2016 11:31 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O maior desafio do governo no momento é o fiscal, mas a economia vai se estabilizar no terceiro trimestre e voltar a crescer no quarto, afirmou nesta quinta-feira o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa.

Em seminário do Tesouro Nacional, em Brasília, Barbosa afirmou que está mantida a proposta de enviar ao Congresso a reforma da Previdência até abril, destacando que qualquer proposta de reforma busca o consenso e que não é hora de extremismo.

"Temos de evitar o otimismo excessivo, pois isso leva à complacência, mas também evitar o pessimismo excessivo", disse. "O Brasil vem sofrendo grandes volatilidades em preços de ativos e nesse momento o governo não deve ser um agente de maior volatilidade, deve ser um agente de estabilização", acrescentou.

Barbosa ressaltou a importância de serem tomadas medidas de curto prazo para recuperar a economia, mas também de reformas mais estruturais para garantir a sustentação da economia no longo prazo.

O ministro acrescentou que o governo está buscando construir propostas de controle de gastos, incluindo a reforma da Previdência, a serem enviadas ao Congresso e que essas propostas têm a característica de serem graduais, "com regras de transição".

"O adiamento do enfrentamento desses problemas vai tornar inevitável a adoção de soluções mais drásticas, o que não é bom para ninguém", disse.

(Reportagem de Leonardo Goy)