EXCLUSIVO-Samarco prevê voltar a operar no 4º tri com capacidade reduzida

quinta-feira, 10 de março de 2016 19:25 BRT
 

Por Marta Nogueira

BELO HORIZONTE (Reuters) - A mineradora Samarco espera retomar a operação em Minas Gerais no quarto trimestre deste ano com quase dois terços da capacidade, devido a limitações para a captação de água e deposição de rejeitos, afirmou à Reuters o diretor-presidente da companhia, Roberto Carvalho, nesta quinta-feira.

A volta da mineradora é fundamental para a joint venture da Vale e da BHP Billiton pagar indenizações bilionárias acertadas com o governo federal, após o rompimento da barragem da Samarco em Mariana (MG), em novembro último.

Segundo Carvalho, a Samarco deverá retomar as atividades com capacidade limitada de produção de 19 milhões de toneladas de pelotas de minério de ferro por ano, ante as cerca de 30 milhões de toneladas anuais antes do acidente em Mariana.

Contudo, a retomada das operações ainda depende de autorizações do órgão ambiental de Minas Gerais (Semad) e do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).

"Todo nosso esforço está voltado para o início da operação", afirmou o principal executivo da Samarco, na primeira entrevista concedida por ele como presidente na sede da empresa, em Belo Horizonte. Ele assumiu o cargo em janeiro.

A capacidade reduzida das operações, nos primeiros dois a três anos, disse Carvalho, ocorreria porque o desastre obstruiu uma das principais fontes de captação de água da Samarco. Além disso, também reduziu as possibilidades de deposição de rejeitos.

Um plano de longo prazo, para o retorno à capacidade máxima de operação, ainda dependerá de estudos a serem realizados pela companhia, da escolha de novos locais para depositar rejeitos, assim como de novas autorizações das autoridades.

A empresa iniciou no mês passado junto à Semad o processo de licenciamento ambiental para a retomada das atividades. Posteriormente, deverá entrar com pedido de suspensão de embargos levantados pelo DNPM após o colapso da barragem.   Continuação...