Setor imobiliário intensifica promoções antes de final do 1º tri

sexta-feira, 11 de março de 2016 10:28 BRT
 

Por Juliana Schincariol

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O setor imobiliário intensificou ações promocionais no final do primeiro trimestre e enxerga uma melhora da confiança do mercado após as medidas da Caixa Econômica Federal anunciadas esta semana para melhorar a oferta de crédito na indústria.

"Esta notícia da Caixa com certeza ajuda a ter uma liquidez... Na cadeia de vendas do setor imobiliário, quanto tem alguém comprando um imóvel novo, tem alguém vendendo um usado", disse o co-presidente da construtora Even, Dany Muszkat.

A Caixa apresentou na terça-feira iniciativas para estimular o crédito imobiliário, ampliando a cota de financiamento para imóveis usados da faixa de 40 a 60 para até 80 por cento, com o percentual máximo disponível apenas a funcionários públicos. O anúncio veio depois que o Conselho Curador do FGTS aprovou no final de fevereiro suplementação de 21,7 bilhões de reais para o orçamento de 2016 para reforçar operações de crédito imobiliário.

As novas medidas vieram no momento em que as construtoras e imobiliárias realizam feirões e promoções para incentivar as vendas no final do primeiro trimestre.

Entre elas, a Even realiza em São Paulo ação em 20 de março que vai oferecer até 50 por cento de desconto em mais de 70 empreendimentos na capital paulista. O estoque pronto da companhia é de 400 milhões de reais, sendo 60 por cento disso na cidade.

"O que a gente tem percebido ao longo de janeiro e fevereiro é que o comprador de imóvel voltou. Ele entendeu que os preços chegaram num patamar interessante em unidades de produtos bem localizado", disse Muszkat.

Da mesma forma, também na capital paulista e região metropolitana, a consultoria de imóveis Lopes LPSB3.SA, que tem metade do seu estoque de empreendimentos já prontos ou a serem entregues até julho, fará no sábado feirão que vai ofertar 1.300 imóveis, com valor até 38 por cento menor.

Até a construtora MRV, em que 90 por cento dos empreendimentos são enquadrados no programa habitacional Minha Casa Minha Vida, viu com otimismo as medidas da Caixa para tentar destravar o setor, disse Rodrigo Rezende, diretor de vendas da construtora e incorporadora.   Continuação...