Dilma diz que não renunciará e ninguém pode pedir isso a presidente eleito legitimamente

sexta-feira, 11 de março de 2016 13:55 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira que não vai renunciar e argumentou que não cabe a ninguém pedir isso a um presidente eleito legitimamente.

A presidente, que convocou a imprensa no Palácio do Planalto para reiterar que permanece no cargo e não está resignada com possibilidade de não chegar ao término do mandato, fez ainda uma defesa contundente do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A Promotoria de São Paulo denunciou Lula e pediu a prisão preventiva do ex-presidente no caso da investigação do tríplex do Guarujá, litoral de São Paulo.

(Por Lisandra Paraguassu)