Sucesso de leilão de transmissão de energia ainda é incerto, apesar de retorno maior

sexta-feira, 11 de março de 2016 17:18 BRT
 

Por Luciano Costa

SÃO PAULO (Reuters) - As expectativas do mercado para o próximo leilão de linhas de transmissão de energia melhoraram após uma elevação do retorno dos empreendimentos e a promessa do governo federal de uma solução ainda neste mês para indenizações bilionárias devidas a empresas do setor desde o final de 2012.

Ainda assim, restam dúvidas sobre a capacidade das transmissoras em absorver o grande volume de projetos que será ofertado neste ano, em meio a um cenário de crédito escasso e menor participação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) nos financiamentos, disseram especialistas ouvidos pela Reuters.

"As condições estão melhorando...mas resolver, não resolve...estamos em um cenário econômico muito complicado, continua difícil", disse a diretora da consultoria Thymos Energia, Thaís Prandini.

O pesquisador do Grupo de Estudos do Setor Elétrico da UFRJ (Gesel), Roberto Brandão, tem opinião semelhante.

"Quem está no mercado não tem porte para arrematar tudo o que será leiloado...melhorou, está bem melhor que estava antes, mas não é exatamente um momento bom para atrair novos investidores, e a conta só fecha com isso", disse.

Para a especialista em energia da consultoria Deloitte, Iara Pasian, as melhores condições geram interesse, mas o cenário de incertezas políticas e econômicas do país pode travar uma eventual entrada de novos investidores.

"Deve ter interesse... pelo menos são os comentários que tenho ouvido... deve ter uma parcela de novos entrantes, só não (vai haver) se a gente estiver no meio de uma crise política e isso gerar uma insegurança para o investidor internacional", disse.

Ela aposta nos asiáticos como potenciais interessados -- chineses, japoneses, coreanos e até mesmo indianos.   Continuação...

 
Linhas de transmissão em Caçapava (SP) 14/03/ 2015. REUTERS/Paulo Whitaker