March 11, 2016 / 10:03 PM / a year ago

Bovespa fecha em leve alta no aguardo de eventos políticos no fim de semana

4 Min, DE LEITURA

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou com leve alta nesta sexta-feira, acumulando a quarta semana seguida de ganhos, em meio a expectativas crescentes de troca do comando do país e tendo como pano de fundo o quadro externo favorável.

Investidores encerraram a sessão na expectativa da convenção do principal partido da base aliada do governo, o PMDB, no sábado e de manifestações populares contra o governo no domingo, conforme o cenário político segue guiando o rumo nos negócios.

O Ibovespa subiu 0,14 por cento, a 49.639 pontos. No melhor momento da sessão, voltou a renovar máxima intradia desde agosto de 2015 ao bater em 50.038 pontos.

O volume financeiro somou 9,8 bilhões de reais.

Este foi o último pregão com o horário ampliado. A partir de segunda-feira, o pregão regular do segmento à vista da Bovespa retoma o horário das 10h às 17h. (bit.ly/1TTiFvq)

Na semana, o índice de referência do mercado acionário brasileiro acumulou ganho de 1,13 por cento, o que garantiu a maior sequência semanal em alta desde junho de 2015.

O gestor Marco Tulli Siqueira, da mesa de operações de Bovespa da Coinvalores, destaca que os desdobramentos políticos devem seguir ditanto o tom, pois uma mudança nas perspectivas econômicas passa por uma mudança de governo.

Em relatório a clientes, a consultoria de risco político Eurasia elevou de 55 para 65 por cento a probabilidade de a presidente Dilma Rousseff não terminar o seu mandato.

No exterior, o dia foi de alta nas bolsas da Europa e pregões norte-americanos, bem como avanço dos preços do petróleo, embora o minério de ferro à vista na China tenha recuado pelo terceiro dia consecutivo.

Destaques

- PETROBRAS fechou com as preferenciais em alta de 1,76 por cento, na décima alta seguida, maior sequência desde julho de 2014. Os papéis seguem atrelados a perspectivas no cenário político, com o avanço do petróleo nesta sessão dando suporte adicional. Petrobras PN teve ganho acumulado de 12 por cento na semana. No mês, o avanço chega a quase 60 por cento.

- BANCO DO BRASIL avançou 6,28 por cento, novamente capitaneando os ganhos do setor bancário, conforme segue sensível às expectativas políticas. Os papéis do banco estatal subiram nas últimas 12 sessões, na maior sequência de altas desde julho de 2014.

- USIMINAS caiu 4,27 por cento, quebrando uma série de nove pregões de alta, em sessão marcada por expectativas sobre discussão do aumento de capital em reunião do Conselho de Administração da siderúrgica nesta sexta-feira. No final da tarde, uma fonte com conhecimento direto do assunto informou à Reuters que o Conselho aprovou por maioria aumento de capital de 1 bilhão de reais.

- ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES recuou 9,57 por cento, após divulgar resultado trimestral de modo geral mais fraco do que o esperado por analistas.

- LOJAS AMERICANAS recuou 6,38 por cento, com agentes financeiros também analisando balanço do quarto trimestre da varejista, que mostrou queda anual de 31,1 por cento no lucro líquido, afetado pelo aumento das despesas financeiras.

- CIELO recuou 5,33 por cento, após a Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) sugerir a instauração de inquéritos administrativos envolvendo a companhia de meios de pagamento e outras empresas e bancos.

- COPEL valorizou-se 8,92 por cento, no melhor desempenho do índice, reagindo à notícia de que o Ministério de Minas e Energia quer dar até o fim de março uma solução para mais de 20 bilhões de reais em indenizações a serem pagas às transmissoras de energia, prometidas pelo governo federal ainda em 2012.

- BRASKEM fechou com as preferencias de classe A em queda de 1,19 por cento, mas as ações ordinárias, que não estão no Ibovespa, em alta de 9,06 cento em meio a possibilidade de o grupo Odebrecht vender sua participação majoritária na petroquímica.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below