14 de Março de 2016 / às 11:03 / um ano atrás

Conselho da Usiminas aprova proposta de aumento de capital de R$1 bi

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho de Administração da Usiminas aprovou proposta de aumento de capital no valor de 1 bilhão de reais mediante a emissão de 200 milhões de novas ações ordinárias, ao preço de emissão de 5 reais por papel, de acordo com fato relevante divulgado pela empresa na noite de sexta-feira.

O aumento de capital é considerado essencial para evitar que a maior produtora de aços planos do Brasil seja forçada a pedir recuperação judicial diante de sua frágil situação financeira. A aprovação pelo conselho da proposta para a operação havia sido antecipada pela Reuters na sexta-feira.

A proposta será submetida à Assembleia Geral Extraordinária da companhia, ainda a ser convocada, e está condicionada à celebração de acordo pela Usiminas com seus principais credores.

Durante reunião do conselho da siderúrgica na sexta-feira, foram discutidas duas propostas de aumento de capital: a vencedora, apresentada pela japonesa Nippon Steel, e outra sugerida pela ítalo-argentina Techint. Os dois grupos dividem o controle da siderúrgica brasileira.

O compromisso do grupo Nippon Steel de subscrever até 1 bilhão de reais na operação também está condicionado à celebração de acordos com credores que devem prever o alongamento da dívida e a concessão de prazo de carência.

A proposta da Techint ainda voltará a ser apresentada na assembleia para discutir o aumento de capital. A proposta prevê aumento de capital de até 563 milhões de reais, mediante emissão de até 100 milhões de ações ordinárias e até 100 milhões de ações preferenciais classe "A", ao preço de 4,35 reais por ação ordinária e 1,28 real por ação preferencial classe A.

Nova reunião do conselho será realizada em 18 de março para deliberar sobre a convocação da Assembleia Geral Extraordinária e sobre o pedido apresentado pela Techint.

No fato relevante divulgado na noite de sexta-feira, a siderúrgica informou que seu conselho também aprovou efetivação de aumento do capital no limite do autorizado pelo estatuto social, por meio de subscrição privada, no valor de até 64,88 milhões de reais. A operação ocorrerá mediante emissão de até 50,7 milhões de ações preferenciais classe "A", ao preço de 1,28 real por ação.

Por Priscila Jordão

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below