Bovespa cai 3,56% com notícias de que Lula assumirá ministério; BB desaba 21%

terça-feira, 15 de março de 2016 18:06 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou em forte queda nesta terça-feira, pressionada por notícias de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva assumirá um ministério no governo da presidente Dilma Rousseff, com as ações do Banco do Brasil encerrando o dia com o maior queda percentual em 20 anos.

O banco estatal, que vinha subindo com força neste mês, perdeu nesta sessão 13,5 bilhões de reais em valor de mercado.

O Ibovespa caiu 3,56 por cento, a 47.130 pontos, na segunda queda seguida, que reduziu o ganho acumulado no mês a 10,13 por cento. Até a última sexta-feira, o índice de referência do mercado acionário local acumulava alta de 16 por cento no mês.

O volume financeiro somou 8,29 bilhões de reais.

Para agentes financeiros, o retorno de Lula enfraqueceria o processo de impeachment de Dilma e possibilitaria sobrevida ao atual governo, o que preocupa, uma vez que os mesmos avaliam que a melhora das perspectivas econômicas passa por troca do governo.

Lula substituirá Ricardo Berzoini na Secretaria de Governo, mas com mais poderes, informou à Reuters nesta terça-feira uma fonte do Palácio do Planalto. O ex-presidente tem nesta terça-feira uma última conversa com Dilma para acertar o formato do trabalho que fará no governo.

Também repercutiram na sessão detalhes do acordo de delação premiada firmado pelo senador Delcídio do Amaral (MS) no âmbito da operação Lava Jato. Na delação homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e divulgada nesta terça-feira, o ex-líder do governo no Senado cita o ex-presidente Lula, a presidente Dilma, o ministro da Educação, Aloízio Mercadante, e também o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), entre outros políticos.

O pregão brasileiro ainda teve como pano de fundo o quadro externo desfavorável, com queda das commodities.   Continuação...