Tailândia reduz estimativa de exportações de açúcar em 2016 para 7,1 mi t

quinta-feira, 17 de março de 2016 19:14 BRT
 

BANGCOC (Reuters) - A Tailândia reduziu sua estimativa para as exportações de açúcar em 2016 para 7,1 milhões de toneladas, ou 20 por cento abaixo dos níveis do ano passado, devido à seca e maior demanda doméstica, disse uma autoridade do governo.

Exportações reduzidas da Tailândia, o segundo maior exportador de açúcar, devem impulsionar o preços globais do produto, que tocaram máximas de 2016 recentemente por preocupações sobre a oferta do Brasil, o maior produtor.

O país do Sudeste Asiático deve produzir 95 milhões de toneladas de cana este ano, ou 9,6 milhões de toneladas de açúcar refinado este ano, disse o secretário-geral do Escritório do Conselho de Cana e Açúcar Somsak Jantararoungtong. Cerca de 2,5 milhões de toneladas serão reservadas para uso doméstico, ele adicionou.

"Esta é a primeira vez que a produção está menor que no ano anterior", ele disse.

No ano passado, a Tailândia produziu 105,96 milhões de toneladas de cana e 11,34 milhões de toneladas de açúcar, das quais o país embarcou 8,89 milhões de toneladas.

Este ano, uma seca em andamento em 15 das 76 províncias e a pior escassez de água em duas décadas devem ter um efeito adverso nos níveis de produção.

Como resultado, as exportações de açúcar de 2016 ficarão abaixo da estimativa anterior de 11 milhões de toneladas, disse Somak.

(Por Panarat Thepgumpanat)