Algar Agro aumenta receita com maior giro de grãos e sai do vermelho em 2015

sexta-feira, 18 de março de 2016 17:37 BRT
 

Por Gustavo Bonato

SÃO PAULO (Reuters) - A comercializadora e processadora de grãos Algar Agro aumentou sua receita em 15 por cento e saiu do prejuízo em 2015 em meio a um esforço para aumentar os volumes de soja e milho negociados e após fortes mudanças na gestão da companhia.

A receita da empresa, com sede em Minas Gerais, alcançou 2,15 bilhões de reais, ante 1,88 bilhão em 2014, enquanto o resultado líquido foi de lucro de 29 milhões de reais, ante prejuízo de 98 milhões, na mesma comparação.

A movimentação de grãos cresceu 16 por cento sobre os 1,5 milhão de toneladas de 2014, disse à Reuters nesta sexta-feira o presidente da companhia, Murilo Braz Sant'Anna, destacando que grande parte do incremento ocorreu nos volumes exportados.

"A exportação tem giro de caixa muito mais rápido", afirmou o executivo, que assumiu o posto no início de 2015, após muitos anos servindo como vice-presidente na divisão brasileira da gigante Bunge.

Com a decisão de enfatizar as exportações, a Algar passou a girar grãos num volume equivalente a 1,7 vez sua capacidade estática, ante 1 giro em anos anteriores.

Além disso, investiu em reformas na estrutura corporativa, com mais coordenação entre áreas de precificação, vendas e indústria. A margem Ebitda, uma importante métrica de rentabilidade, passou de 3 por cento negativos em 2014 para 4 por cento positivos em 2015.

"É preciso ter controle sobre custos e processos. Qualquer 10 centavos de diferença por saca (de grãos) destrói o resultado de uma empresa", disse Sant'Anna.

  Continuação...