Petrobras tem prejuízo recorde de R$36,9 bi no 4º tri e suspende dividendos

segunda-feira, 21 de março de 2016 21:43 BRT
 

Por Roberto Samora e Marta Nogueira

SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras registrou prejuízo líquido recorde de 36,938 bilhões de reais no quarto trimestre de 2015, com o resultado sendo afetado fortemente por baixas contábeis de quase 50 bilhões de reais relacionadas ao declínio dos preços do petróleo e à perda do grau de investimento, informou a empresa nesta segunda-feira.

As perdas líquidas superaram até mesmo o prejuízo de 26,6 bilhões de reais no mesmo período do ano anterior, quando a petroleira lançou perdas com o esquema de corrupção investigado pela operação Lava Jato.

No ano passado como um todo, o prejuízo foi de 34,836 bilhões de reais, ante prejuízo de 21,587 bilhões de reais em 2014. O presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, anunciou que, devido ao prejuízo, não haverá distribuição de dividendos aos acionistas pelo segundo ano seguido, e tampouco haverá pagamento de participação de lucros a funcionários, uma decisão atípica com potencial de agitar a categoria dos petroleiros.

"Nós entendemos que em prol do esforço de recuperação da companhia, nem os funcionários e nem os acionistas farão jus... em termos de preservar o nosso caixa", declarou Bendine em entrevista a jornalistas no Rio de Janeiro, após a divulgação dos números.

O prejuízo foi ocasionado por "impairment de ativos e de investimentos, principalmente em função do declínio dos preços do petróleo e incremento nas taxas de desconto, reflexo do aumento do risco Brasil pela perda do grau de investimento, no montante de 49,748 bilhões de reais; e despesas de juros e perda cambial de 32,9 bilhões de reais", disse a empresa.

A Petrobras teria tido um lucro de 13,6 bilhões de reais em 2015 se fossem expurgados itens como o impairment, entre outros, disse o gerente-executivo de Desempenho Empresarial da Petrobras, Mário Jorge da Silva, a jornalistas.

Ainda que alguns analistas esperassem prejuízo, a média de estimativas de seis especialistas consultados pela Reuters apontava para um lucro líquido de quase 4 bilhões de reais para o quarto trimestre.

O Ebitda ajustado da Petrobras no quarto trimestre somou 17,064 bilhões de reais, ante 20,06 bilhões de reais no mesmo período de 2014, enquanto a receita da estatal atingiu 85,1 bilhões de reais, versus 85,04 bilhões de reais um ano antes.   Continuação...

 
Logotipo da Petrobras na refinaria de Cubatão (SP) 24/02/2015. REUTERS/Paulo Whitaker