Atividade empresarial da zona do euro termina 1º tri em melhor condição, mostra PMI

terça-feira, 22 de março de 2016 07:28 BRT
 

Por Jonathan Cable

LONDRES (Reuters) - A atividade empresarial da zona do euro terminou o primeiro trimestre em condições melhores, mostrou nesta terça-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês), sugerindo que os estímulos do Banco Central Europeu (BCE) podem já estar tendo um efeito positivo.

"Há alguns sinais de que talvez o estímulo esteja sendo percebido pelas empresas como um trampolim para crescimento melhor no resto do ano", disse o economista-chefe do Markit Chris Williamson.

O PMI Composto preliminar, tido como um bom indicador de crescimento, saltou para 53,7 este mês de 53,0 em fevereiro, que foi a leitura mais baixa desde o início de 2015.

O resultado ficou acima da melhor projeção em pesquisa da Reuters, cuja mediana era de 53,0. Qualquer leitura acima de 50 indica crescimento.

O PMI do setor de serviços da zona do euro também veio acima das expectativas de manutenção no nível de 53,3 de fevereiro. O índice saltou para 54,0, igualando a expectativa mais otimista em pesquisa da Reuters.

A indústria também teve um mês melhor do que o esperado. O PMI da indústria subiu a 51,4 da mínima de um ano de fevereiro de 51,2, e pouco acima da mediana das previsões de 51,3.