Bovespa fecha em queda de 0,32% pressionada por bancos; Petrobras sobe apesar de prejuízo

terça-feira, 22 de março de 2016 17:47 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou com o seu principal índice em queda nesta terça-feira, pressionado pelo declínio das ações de bancos, enquanto os papéis da Petrobras subiram apesar da estatal ter registrado prejuízo recorde no quarto trimestre de 2015.

O Ibovespa caiu 0,32 por cento, a 51.010 pontos. O volume financeiro somou 6,76 bilhões de reais.

A crise política permanece no centro das atenções do mercado financeiro, conforme investidores aguardam novos desdobramentos ligados ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados, entre outros temas.

O ambiente externo mais cauteloso, após os ataques na Bélgica reinvindicados pelo grupo Estado Islâmico, que deixaram ao menos 30 mortos em Bruxelas, também contribuiu para o desempenho do Ibovespa.

DESTAQUES

- PETROBRAS reverteu a fraqueza da abertura e fechou em alta de 0,62 por cento nas ações preferenciais e de 2,24 por cento nos papéis ordinários, mesmo após divulgar prejuízo recorde de 36,9 bilhões de reais no quarto trimestre de 2015. Analistas avaliaram que permanece complicada a situação da empresa, mas citaram positivamente dados de fluxo de caixa, entre outras variáveis, apesar de considerarem o balanço "poluído", principalmente com itens não recorrentes e sem efeito no caixa. Na mínima do dia, as ações preferenciais caíram 4 por cento.

  Continuação...