Vale busca parceiro para projeto Rio Colorado, diz governo da argentina

terça-feira, 22 de março de 2016 19:11 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - A mineradora Vale está à procura de um parceiro para o seu projeto de mineração de potássio Rio Colorado, paralisado na Argentina, afirmou um importante representante do governo argentino, nesta terça-feira.

A companhia suspendeu o projeto Rio Colorado em 2012, depois de ter investido 2,2 bilhões de dólares, após a ex-presidente Cristina Fernandez recusar-se a oferecer benefícios fiscais para atenuar os custos crescentes alimentados pela inflação e controles das taxas de câmbio.

Novos esforços da Vale para reiniciar o empreendimento vêm com o novo governo argentino de centro-direita, que tenta criar um ambiente mais favorável para as empresas de mineração.

"A empresa nos disse que, em princípio, não quer vender, e está à procura de um parceiro", disse o secretário de Mineração, Daniel Meilan, à Reuters, em uma entrevista.

Meilan afirmou que acha que muito provável que a Vale se torne um sócio minoritário em qualquer futura joint venture devido as suas finanças, que "não estão em um estado favorável".

A Vale informou que não iria comentar as declarações do representante argentino, mas disse anteriormente que estava interessada em trazer um investidor para o projeto.

A empresa tinha planos para produzir 4,3 milhões de toneladas por ano.

Há poucas fontes importantes de potássio na América do Sul, região que conta com grandes produtores agrícolas, como Brasil e Argentina, que demandam o nutriente usado na fabricação de fertilizantes.

Quando suspendeu as operações, a Vale havia completado 45 por cento do projeto Rio Colorado, composto por uma mina de potássio, 800 km de uma nova e atualizada estrada de ferro e um terminal de carregamento em Bahia Blanca.

(Por Juliana Castilla)