Ações europeias recuam pressionadas por mineradoras, mas Credit Suisse sobe

quarta-feira, 23 de março de 2016 15:10 BRT
 

Por Sudip Kar-Gupta e Danilo Masoni

LONDRES/MILÃO (Reuters) - As ações europeias recuaram nesta quarta-feira, com as mineradoras e petrolíferas liderando as perdas devido aos preços mais fracos de commodities, enquanto o Credit Suisse teve desempenho melhor após dizer que vai cortar mais custos.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 teve queda de 0,11 por cento, a 1.336 pontos, enquanto o índice de blue chips da zona do euro Euro Stoxx 50 caiu 0,29 por cento para 3.042 pontos.

O índice de matérias-primas STOXX Europe 600 Basic Resources recuou 2,1 por cento, a maior queda setorial, com o declínio dos preços dos metais após o dólar se fortalecer.

O Credit Suisse subiu 0,9 por cento após anunciar cortes de custos adicionais de 800 milhões de francos suíços (820,4 milhões de dólares) e que planeja encolher seu banco de investimento ainda mais com cortes de 2 mil empregos, conforme segue com seu plano de reestruturação.

.Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,10 por cento, a 6.199 pontos.

.Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,33 por cento, a 10.022 pontos.

.Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,18 por cento, a 4.423 pontos.

.Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,26 por cento, a 18.462 pontos.

.Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,72 por cento, a 8.927 pontos.

.Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,77 por cento, a 5.153 pontos.