Vale propõe nova política de remuneração a acionistas; realiza assembleia em 25/4

quarta-feira, 23 de março de 2016 20:59 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Vale realizará assembleia de acionistas em 25 de abril, que vai deliberar sobre alterações na política de remuneração a acionistas da mineradora.

No documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa propõe que a remuneração ao acionista ficará a critério do Conselho de Administração. O grupo "deliberará sobre o montante a ser distribuído em função do contexto de negócios da companhia", diz o manual da assembleia.

Atualmente, a diretoria executiva da companhia propõe o pagamento até 31 de janeiro.

A intenção é não divulgar valor mínimo a ser distribuído aos acionistas. Hoje a Vale o faz de acordo com o desempenho esperado da companhia no decorrer daquele ano.

Para 2016, a Vale já informou que pretende não pagar remuneração a acionistas, diante da volatilidade dos preços das commodities minerais.

Em caso de pagamento, a Vale tradicionalmente faz a distribuição em duas parcelas, uma em abril e a segunda em outubro.

A proposta agora é pagar a parcela inicial em outubro e a segunda até o fim de abril do ano seguinte.

O valor da primeira parcela será definido em função dos resultados acumulados do período pela companhia e da estimativa de geração de fluxo de caixa livre. O da segunda será determinado após a apuração do resultado do exercício social, disse a empresa.

"O principal objetivo da mudança é manter a remuneração ao acionista de forma mais alinhada à geração de caixa da Vale, principalmente em um período de maior volatilidade e incerteza nos preços das commodities minerais, sem a necessidade de se antecipar ao mercado o valor da remuneração mínima para o ano já no mês de janeiro do próprio ano", afirmou.   Continuação...