Diretoria do BC japonês debateu reversão dos juros negativos em reunião de março

quinta-feira, 24 de março de 2016 08:46 BRT
 

Por Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - As autoridades do banco central japonês entraram em um debate acalorado durante sua reunião de política monetária de março, sobre os prós e contras da decisão de janeiro, de adotar taxa negativa de juros, com uma delas dizendo até que era preferível reverter a decisão.

Uma ata da reunião dos dias 14-15 de março da diretoria de nove membros, divulgada nesta quinta-feira, mostrou que alguns alertaram sobre as fracas expectativas de inflação e os persistentes fatores desfavoráveis do exterior, mesmo após a ação de janeiro.

Os dissidentes não foram nomeados, mas suas reservas apontaram os problemas que o banco central encara para impulsionar o crescimento e reflacionar a economia.

"É preferível reverter a política de juros negativos. Mas abandoná-la imediatamente após sua introdução pode causar confusão no mercado e o risco de erodir a confiança no Banco do Japão. Com os efeitos ainda não esclarecidos, nós devemos manter a política monetária", disse um dos quatro membros que não concordou com a decisão de janeiro.

Outro membro da diretoria disse que reverter a decisão estava "fora de questão", à medida que os mercados já estão se movendo com o preceito de que as taxas de juros continuarão no mesmo lugar.