Estrutura de capital da Oi será resolvida este ano, diz presidente

segunda-feira, 28 de março de 2016 14:32 BRT
 

Por Juliana Schincariol

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente do grupo de telecomunicações Oi, Bayard Gontijo, disse nesta segunda-feira que a companhia está segura que terá sucesso em reestruturar sua dívida neste ano.

"Acreditamos no futuro da companhia. A gente tem certeza que este ano vai endereçar a estrutura de capital", afirmou o executivo em entrevista a jornalistas.

A Oi teve prejuízo de 5,35 bilhões de reais em 2015, encerrando o ano com dívida líquida de 38 bilhões de reais. No início do mês, o grupo anunciou a contratação da PJT Partners como assessor financeiro para auxiliá-la na avaliação de alternativas financeiras e estratégicas para otimizar liquidez e perfil de endividamento.

Gontijo fez o comentário durante lançamentos no Rio de Janeiro de nova marca da companhia e de nova oferta nacional de pacote de serviços reunindo TV, dados e voz.

A companhia estima ter 1 milhão de clientes até o final do ano para a nova oferta que integra serviço móvel, de banda larga, TV por assinatura e telefone fixo, chamada de Oi Total.

Segundo o diretor de varejo do grupo, Bernardo Winik, de 65 a 70 por cento do número virá na forma de novos clientes, e uma fatia menor de migração de usuários de outros pacotes. A companhia lançou um projeto piloto desde meados do ano passado para o qual já tem 130 mil clientes.

"Estamos agregando valor ao produto em vez de brigar por preço. Nós não vamos entrar na guerra de preços", disse o executivo. O novo pacote tem preços de 169,90 a 449,90 reais mensais e será comercializado em todo o país, menos em São Paulo, Estado fora da concessão de telefonia fixa da operadora.

Às 14:27, as ações da Oi exibiam valorização de 1,8 por cento, a 1,14 real, enquanto o Ibovespa mostrava ganho de 2,4 por cento.