Bovespa sobe 2,4% e compensa perda da semana passada, de olho em PMDB

segunda-feira, 28 de março de 2016 17:30 BRT
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa subiu 2,4 por cento nesta segunda-feira, compensando as perdas da semana passada, uma vez que o mercado passou a ver maiores chances de impeachment da presidente Dilma Rousseff diante do provável rompimento do PMDB com o governo em reunião do partido prevista para terça-feira.

Investidores também monitoram a última semana de divulgação de balanços de quarto trimestre de empresas brasileiras.

O Ibovespa fechou em alta de 2,38 por cento, a 50.838 pontos. Com isso, o índice compensou a perda de 2,28 por cento acumulada na semana passada, quando quebrou uma sequência de cinco semanas de ganhos. O giro financeiro desta sessão somou 6,38 bilhões de reais.

O movimento da sessão ocorreu após notícias de que o PMDB do Rio de Janeiro decidiu romper com o governo federal. Na terça-feira haverá reunião nacional do partido para tratar de seu futuro e as expectativas são de saída do governo.

"O mercado é a favor da troca do governo, e como aumentam as chances do impeachment, fica mais animado. Sobem mais ações de empresas mais líquidas escolhidas pelos investidores que querem entrar rápido na bolsa", disse o economista Hersz Ferman, da Elite Corretora.

As ações de estatais como, Banco do Brasil e Petrobras, foram destaque entre as maiores altas do Ibovespa.

O leve avanço das bolsas norte-americanas também ajudou. Dados sobre gastos dos consumidores mostraram alta moderada em fevereiro e recuo da inflação geral, sugerindo que o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, pode demorar mais para elevar os juros.

Investidores aguardam para terça-feira discursos da chair do Fed, Janet Yellen, e de outras autoridades do BC dos EUA.   Continuação...