Boeing anuncia corte de 4.500 postos de trabalho

quarta-feira, 30 de março de 2016 11:01 BRT
 

(Reuters) - A fabricante norte-americana de aeronaves Boeing eliminará cerca de 4 mil postos de trabalho em sua divisão de aviões comerciais em meados deste ano e mais cerca de 550 postos de trabalho em uma unidade que realiza testes de voo e de laboratório, disseram porta-vozes da empresa à Reuters.

A fabricante de aviões vai reduzir 1.600 posições na divisão de aviões comerciais através de pedidos de demissões voluntárias, enquanto o restante dos cortes deve ocorrer pelo não preenchimento de vagas abertas, disse o porta-voz Doug Alder.

"Embora não exista nenhuma meta de redução de empregos, quanto mais nós pudermos controlar os custos como um todo menos impacto haverá para o nível de emprego", disse Alder.

Os cortes de empregos, que incluem centenas de postos executivos e de gestão, não serão feitos por meio de demissões involuntárias, disse Alder.

A Boeing também vai cortar cerca de 10 por cento dos cerca de 5.700 postos de trabalho em sua divisão que realiza testes de vôo e de laboratório, disse a porta-voz Sandra Angers à Reuters.

A Boeing tinha um total de 161.400 empregados em 31 de dezembro.

(Reportagem de Bhanu Pratap)

 
Avião Boeing 737 MAX fora de um hangar durante visita de jornalistas à fábrica da Boeing em Renton, Washington. 08/12/2015. REUTERS/Matt Mills McKnight