Índices europeus fecham em queda pressionados por ações de telecomunicaçõs e bancos

quinta-feira, 31 de março de 2016 14:13 BRT
 

Por Sudip Kar-Gupta e Danilo Masoni

LONDRES/MILÃO (Reuters) - As ações europeias caíram nesta quinta-feira, após os sólidos ganhos da sessão anterior, com o fraco desempenho dos papéis de telecomunicação na França e bancos na Itália.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 teve queda de 0,99 por cento, a 1.326 pontos, após o ganho de 1,3 por cento na sessão anterior depois de a chair do Federal Reserve, Janet Yellen, pedir cautela na elevação dos juros pelo banco central norte-americano, o que impulsionou os mercados acionários globais.

As ações de telecomunicações francesas tiveram um dos piores desempenhos após Orange e Bouygues darem a si mesmas até domingo para salvar uma fusão entre a operadora francesa e a Bouygues Telecom, citando falta de progresso antes do prazo final de quinta-feira.

As ações da Orange recuaram 1,3 por cento enquanto as da Bouygues caíram 3,6 por cento. Ações de companhias de telecomunicação francesas rivais também perderam terreno, como a Iliad, a Numericable-SFR e a Altice.

As ações de bancos italianos também despencaram, com três fontes afirmando à Reuters que a UniCredit está considerando se vai postergar a emissão de direitos de 1,76 bilhão de euros do banco Banca Popolare di Vicenza, atualmente marcada para abril, se as condições do mercado não melhorarem.

.Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,46 por cento, a 6.174 pontos.

.Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,81 por cento, a 9.965 pontos.

.Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,34 por cento, a 4.385 pontos.   Continuação...