Espanhol Santander fechará centenas de agências domésticas, diz fonte

sexta-feira, 1 de abril de 2016 07:32 BRT
 

MADRI (Reuters) - O Santander, maior banco da Espanha, pretende fechar cerca de 450 pequenas agências domésticas como parte de medidas em resposta aos crescentes custos regulatórios e de uma investida no ramo de serviços digitais, disse uma fonte próxima das negociações com sindicatos sobre os fechamentos.

A Espanha está há tempos entre os países europeus com a maior quantidade de filiais bancárias por habitante e muitas instituições financeiras ainda possuem redes maiores que a média, mesmo depois de cortes de funcionários e fechamento de agências diante da profunda crise financeira em 2012.

Como seus pares ao redor do mundo, os bancos espanhóis também estão tentando lidar com uma mudança para os negócios online e baseados em dispositivos móveis, assim como com as crescentes despesas que vêm de demandas regulatórias para melhorar o capital e controles de risco.

Também há a ameaça das nascentes rivais "fintechs", que exploram novas oportunidades de tecnologia.

Das 3.467 agências do Santander na Espanha, o plano é fechar cerca de 450, disse a fonte. Várias são muito pequenas e quase três quartos possuem entre um e três funcionários, acrescentou a fonte, sem detalhar quantos funcionários podem estar em risco e qual o cronograma para os fechamentos.

O Santander não quis comentar.

(Por Jesus Aguado)