Arábia Saudita só congelará produção de petróleo se Irã aceitar acordo, diz Bloomberg

sexta-feira, 1 de abril de 2016 09:55 BRT
 

(Reuters) - A Arábia Saudita vai aceitar congelar seu nível de produção de petróleo apenas se o Irã e outros grandes produtores fizerem o mesmo, afirmou o vice-príncipe herdeiro do reino em uma entrevista à Bloomberg.

O Irã disse que não irá se juntar ao plano da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e de países não membros, que será discutido em reunião em Doha em 17 de abril como tentativa de apoiar os preços da commodity.

O Irã quer revitalizar sua indústria de petróleo após o Ocidente retirar sanções contra o país, como parte de um acordo internacional em relação ao programa nuclear de Teerã.

"Se todos países, incluindo Irã, Rússia, países da Opep e todos principais produtores, decidirem congelar a produção, nós estaremos entre eles", disse Mohammed bin Salman.

O comentário do príncipe de 30 anos provavelmente acabará com as esperanças de um acordo. O petróleo opera em baixa nesta sexta-feira com um crescente ceticismo sobre o sucesso de qualquer acerto entre os produtores.

(Por Ron Bousso)