Alaska Air compra Virgin America por US$2,6 bi

segunda-feira, 4 de abril de 2016 15:08 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - A Alaska Air Group disse nesta segunda-feira que compraria a Virgin America por 2,6 bilhões de dólares para se tornar a maior empresa aérea da Costa Oeste dos Estados Unidos e competir de maneira mais eficiente com linhas aéreas maiores.

O acordo parece finalizar com o que o presidente-executivo da Alaska Air, Brad Tilden, chamou de "dura batalha" para comprar a Virgin America.

A JetBlue Airways também fez uma oferta pela divisão do Virgin Group, do bilionário Richard Branson, que se tornou famoso por seus voos com iluminação ambiente e ricos em entretenimento.

O acordo criaria a quinta maior companhia aérea do mundo, após uma década de fusões que encolheu o setor para um punhado de empresas. As quatro maiores controlam mais de 80 por cento do mercado de viagens dos Estados Unidos.

A Virgin America corresponde a cerca de 1,5 por cento da capacidade doméstica de voos, enquanto a Alaska Air e a subsidiária Horizon Air correspondem a 5 por cento, escreveu o analista do Deutsche Bank, Michael Linenberg, em uma nota recente.

As ações da Alaska Air caíram 4,6 por cento, a 78,22 dólares por ação durante a manhã, enquanto as da Virgin America subiram 40 por cento, para 54,47 dólares por ação. Mas o valor ainda está abaixo da oferta de 57 dólares por ação, que representa um prêmio de cerca de 86 por cento do preço das ações da Virgin America, antes de divulgar em março que a companhia aérea estava considerando uma venda.

(Por Jeffrey Dastin e Ankit Ajmera)