Petrobras diz que 60% do crédito com China em 2015 estava condicionado à compra de produtos

segunda-feira, 4 de abril de 2016 20:47 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras (PETR4.SA: Cotações) afirmou nesta segunda-feira que os financimentos de 5 bilhões de dólares com o China Development Bank (CDB) no ano passado previam a compra de equipamentos ou serviços chineses equivalentes a 60 por cento do montante.

"A comprovação da requerida condição foi atendida através de acordos efetuados em datas anteriores a este contrato de financiamento, não sendo necessário realizar novas aquisições junto às empresas chinesas para a liberação dos recursos", disse a Petrobras, em comunicado.

A estatal enviou documento à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) após publicação de reportagem no jornal O Estado de S. Paulo, que dizia que a China condicionou crédito à Petrobras à compra de seus equipamentos e serviços.

A empresa reiterou a assinatura de termo de compromisso com o CDB, para um financiamento de 10 bilhões de dólares, anunciado em fevereiro.

"Esse termo prevê a execução de um acordo comercial de fornecimento de petróleo para empresas chinesas, em bases similares ao executado pelas partes em 2009, não havendo nenhuma obrigação de aquisição de produtos e serviços chineses", disse a Petrobras.

(Por Juliana Schincariol)