Preço médio do metro quadrado de apartamentos no Brasil tem menor resultado desde 2011, diz FipeZap

terça-feira, 5 de abril de 2016 07:06 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O preço médio do metro quadrado de apartamentos anunciados em 20 cidades brasileiras teve leve alta de 0,03 por cento em março ante fevereiro, enquanto em 12 meses subiu 0,53 por cento, o menor resultado da série histórica iniciada em 2011, segundo levantamento FipeZap, divulgado nesta terça-feira.

"Como a inflação esperada para o IPCA neste período é de 9,50 por cento, o preço médio anunciado do metro quadrado (em 12 meses) apresentou queda real de 8,10 por cento", disse o FipeZap, em nota.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), prévia da inflação oficial brasileira, subiu 0,43 por cento em março, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice acumulado em 12 meses até março alcançou 9,95 por cento.

Segundo o levantamento, as cidades que tiveram queda nominal nos preços do metro quadrado sobre fevereiro foram Rio de Janeiro (-0,18 por cento), Fortaleza (-0,8 por cento), Recife(-0,42 por cento), Niterói (RJ, -0,31 por cento), Santos (SP, -0,21 por cento) e Contagem (MG, -0,24 por cento).

Em 12 meses, todas as cidades pesquisadas ficaram abaixo do IPCA-15, sendo o resultado mais alto ocorrendo em Florianópolis, de 9,5 por cento no período.

O preço médio do metro quadrado nas 20 cidades pesquisadas no mês passado foi de 7.615 reais, segundo a pesquisa. No Rio de Janeiro, o valor continua sendo o mais caro do país (10.371 reais), seguido por São Paulo, de 8.617 reais.

(Por Juliana Schincariol)