Produção de petróleo da Opep deve subir 600 mil bpd em 2016, diz Goldman Sachs

quinta-feira, 7 de abril de 2016 10:59 BRT
 

CINGAPURA (Reuters) - A produção de petróleo dos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) subirá neste ano e no próximo, afirmou o Goldman Sachs, com expectativas de que o cartel não conseguirá chegar a um acordo para um congelamento coordenado ou corte da oferta.

O banco de investimento disse que espera que a produção da Opep suba em 600 mil barris por dia (bpd) em 2016 e 500 mil bpd em 2017.

"Enquanto recentes comentários questionam a probabilidade de um sucesso no congelamento no encontro da Opep de 17 de abril, nós temos menor disposição a acreditar em um congelamento ou corte sustentável da produção da Opep, então não consideramos isso como um ponto de partida para nosso cenário", disse o banco em nota a clientes na quarta-feira.

Como resultado disso e de dados de produção dos Estados Unidos, o Goldman disse que está "em algum lugar entre em linha e modestamente baixista para os preços... (e que um patamar de) 35 dólares por barril para o petróleo nos EUA não é tão alto e nem tão baixo, mas apenas correto".

O petróleo Brent recuava 0,51 dólar, ou 1,28 por cento, a 39,33 dólares por barril, às 10:55 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía 0,31 dólar, ou 0,82 por cento, a 37,44 dólares por barril.

(Por Henning Gloystein)