ATS pede que Cade abra inquérito contra BM&FBovespa por prática anticoncorrencial

sexta-feira, 8 de abril de 2016 20:40 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Americas Trading System Brasil (ATS Brasil) pediu ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) que abra um inquérito contra a BM&FBovespa por práticas anticoncorrenciais.

"A representação solicita que o Cade que investigue práticas anticompetitivas da BM&FBovespa voltadas à preservação de seu monopólio, instaurando inquérito e processo para imposição de medidas necessárias para a cessação das referidas práticas, bem como de sanções administrativas por infrações à ordem econômica", disse a ATS em comunicado à Reuters.

A informação vem no mesmo dia em que a BM&FBovespa acertou a compra da Cetip, ampliando a posição da companhia como única empresa de infraestrutura de mercado no país.

Criada a partir de uma associação entre a bolsa de Nova York Nyse Euronext e o Americas Trading Group (ATG), a ATS pediu em 2013 aval da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para criar uma bolsa de valores no país. O plano então era de que o negócio entrariam em operação no ano seguinte.

No entanto, os planos não avançaram. Sem uma estrutura própria de depósito e compensação, obrigatória para poder operar uma bolsa, a ATS teria como opção pagar para ter acesso a esses serviços da própria BM&FBovespa. Mas um acordo entre as partes nunca aconteceu.

Consultado, o Cade informou ter recebido uma representação da ATS contra a BM&FBovespa, mas o assunto ainda não entrou na pauta de avaliação do órgão antitruste.

A BM&FBovespa disse que não iria se manifestar a respeito.

(Por Aluisio Alves)