Latam Airlines quer estar entre três maiores grupos aéreos do mundo até 2018

terça-feira, 12 de abril de 2016 13:41 BRT
 

SANTIAGO (Reuters) - A Latam Airlines LAN.SN buscará se tornar um dos três maiores grupos aéreos do mundo até 2018, apoiada em uma ampla rede e em custos competitivos, apesar do complexo cenário econômico regional e dos resultados adversos dos últimos anos.

Em seu relatório anual, o conglomerado, formado pela chilena LAN e a brasileira TAM, explicou que pretende terminar por completo dentro de dois anos a unificação de suas marcas e fortalecer centros de conexões, que permitirão competir da melhor forma com os gigantes dos Estados Unidos, Europa e Ásia.

"A meta da Latam é posicionar-se como um dos três grupos aéreos mais importantes do mundo até 2018", disse a empresa no documento publicado em seu site.

A Latam Airlines, sediada em Santiago, opera unidades na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Peru, países que em seu conjunto representam cerca de 90 por cento do tráfego regional.

"(A ideia) é fazer da Latam uma operadora global e preparada para competir nas grandes ligas do negócio aéreo mundial", disse Enrique Cueto, presidente-executivo da Latam, em carta dirigida aos acionistas.

Mas o sombrio cenário econômico na região, especialmente no Brasil, seu principal mercado, tem travado o desempenho do grupo criado em 2012 com a fusão de LAN e TAM.

Desde sua origem, a Latam teve lucro em apenas três trimestres.

(Por Antonio de la Jara)