Clima desfavorável no Nordeste encaminha safra de soja de 99,7 mi t, aponta pesquisa

quarta-feira, 13 de abril de 2016 17:55 BRT
 

Por Gustavo Bonato

SÃO PAULO (Reuters) - A safra de soja do Brasil deverá ficar ligeiramente abaixo de 100 milhões de toneladas na atual temporada 2015/16, apontou nesta quarta-feira uma pesquisa da Reuters, após uma sequência de cinco levantamentos com resultados acima da marca simbólica de três dígitos, com consultorias avaliando os impactos de um clima adverso nas lavouras de ciclo tardio, principalmente no Nordeste.

A pesquisa com 19 fontes, incluindo analistas e entidades do setor, apontou para uma colheita de 99,7 milhões de toneladas. O levantamento de março havia apontado uma safra de 100,3 milhões de toneladas.

"Fizemos novos cortes no Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia), mas também em Mato Grosso. A soja tardia veio abaixo do esperado em algumas regiões mato-grossenses", disse nesta quarta-feira a analista da AgRural Daniele Siqueira.

Segundo a consultoria Horizon, "o clima irregular afetou o rendimento agrícola no Mapito e no Paraná".

Já a empresa de previsão de safras Lanworth, disse que "a continuação das precipitações abaixo do normal no Nordeste e os relatos do final da colheita reduziram a produção de soja do Brasil em 1 por cento, para 102 milhões de toneladas (na comparação com a previsão anterior)".

Até o início de abril, a colheita de soja do país já alcançava 76 por cento da área plantada, segundo a AgRural.

MILHO   Continuação...